Marcadores

segunda-feira, 21 de março de 2016

Saúl em Português – O Amor Perdoa Sempre 07-02-2016

Saúl em Português 
O Amor Perdoa Sempre
07-02-2016


A Humanidade está num ponto crítico. É o ponto no qual o equilíbrio entre o negativo e o positivo, ou mais verdadeiramente, entre o medo e o Amor, inverte-se. Durante eras, a Humanidade tem vivido com um medo que efectivamente não é mais que uma cortina de auto fascinação egoísta que bloqueia a Luz do Amor. O Amor é o campo de energia infinita da criação na que tudo o que foi criado ou que será criado tem a sua existência eterna, não existe outra coisa. O medo é apenas um véu que levantaram entre vós e essa Luz infinita, colocando-vos nas sombras. Estar nas sombras é temível porque a Luz é Deus, Vida e o seu abraço amoroso sem o qual nada pode existir nem por um momento. Quando têm medo, na sombra, na escuridão, imaginam monstros que vos podem atacar e matar e a vossa imaginação é muito poderosa. Acreditam não escuridão, na falta de Luz ainda que esta seja irreal e por isso construem defesas para vos protegerem e com isso aumentam a escuridão e o vosso sentido do medo.

Separar-vos da Fonte significou resvalar para debaixo do véu imaginário e perder a visão da Realidade. Desde esse momento, têm tentado encontrar o caminho de regresso. Mas sentiram-se culpados por se terem separado da Fonte e recearam que não vos fosse permitido regressar. Então estabeleceram muitos corpos autoritários que inventaram inúmeros rituais para acalmar e apaziguar a Deus que vós pensastes que havíeis ofendido.

Mas Deus é Amor e o Amor não pode ser ofendido. Deus dá-se a Si próprio ilimitada, eterna e incondicionalmente. Essa é a vossa natureza e porque também sois Amor, sois tudo o que é, vós também vos dais. No entanto o véu ocultou a Verdade, a Luz, o Amor que é Deus, de vós. E devido a que vós próprios causastes a separação aparente da vossa Fonte estais plenos de culpa e de medo.

Deus sabia que isso sucederia quando escolheram separar-se d’ Ele e imediatamente planeou o regresso a Casa. O caminho a Casa é a vossa ligação inquebrantável com Deus através do Espírito Santo. O Espírito Santo é a voz interior silenciosa, o sentido intuitivo que vos dá sugestões sábias, quando estais em silencio e estais abertos a elas. Sugestões sobre como lidar com os assuntos que vos preocupam, ou aos vossos seres queridos, ou inclusivamente como responder apropriadamente a alguém durante uma conversa.

O Espírito Santo está sempre convosco pronto para oferecer-vos orientação. Porém, frequentemente descartam ou rejeitam as sugestões que recebem d’Ele, porque não se alinham com as que os vossos egos oferecem e que vos parecem mais atractivas no momento, porque crêem que vos trará mais benefícios pessoais – por exemplo, a satisfação de fazer que alguém se equivoque ou ganhar numa argumentação – mas depois lamentar-se-ão de ter tomado essa decisão quando saibam que estragou uma relação.

O Espírito Santo aconselha-vos sempre a amar, aceitar e perdoar os outros sem importar qual seja a situação pois todos sois Um e o que fazeis aos outros, estais a fazê-lo a vós próprios. Se vos sentis amados, aceites, e perdoados, sentis-vos felizes. A Vontade de Deus para vós é a felicidade eterna e o Espírito Santo é a vossa comunicação pessoal com ELE. O seu conselho orienta-vos sempre para a paz e a felicidade, mas os vossos egos desfrutam com os conflitos e dirige-vos para eles. Se seguis a orientação do Espírito Santo, tereis paz e segurança, mas se seguis a do ego surgem o stress, o medo e a desilusão.

Frequentemente, seguem a orientação do ego, porque se sentem inadequados, insignificantes e receosos, defendendo-se a si próprios e atacando os outros ou acreditando que defender-se deles é uma questão de honra.

A verdade é que a opinião que os outros têm de vós não tem importância. O que importa são as vossas próprias opiniões honestas, em que admitem as vossas falhas e erros como também a vossa amabilidade e generosidade. Então, tendo-vos visto com justiça e equilíbrio, honestamente, perdoem-se a si próprios completamente por qualquer pensamento, palavra ou acção que tenham tomado e que vos tenha feito julgar e não ser amorosos. Como humanos é impossível não cometer erros. É através dos erros que cometem, que aprendem e crescem espiritualmente.

Muitas culturas humanas zangam-se com as suas crianças em vez de mostrar-lhes amorosamente que cometeram um erro e depois ensiná-los a corrigir. O resultado é que estas crianças crescem com medo a cometer erros, mas cometendo-os sempre e então tentam desligar-se deles ou culpar a outro (vemo-lo frequentemente) e é muito desolador.

Agora como adultos, estão em posição de reflectir sobre as vossas vidas até ao momento presente e ao fazê-lo podem ver que sim, que foram tratados injustamente mas também que foram injustos com os outros, especialmente com os pais e com os idosos. Podem dar-se conta da necessidade inevitável que pode ter uma pessoa de culpar e envergonhar os outros para distanciar-se dos seus próprios erros e desligar-se deles projectando-os nos outros.

Ao reparar que todos lutam contra assuntos similares de auto valorização e auto-estima, podem começar a perdoar, primeiro a si próprios e depois os outros. Quando realmente perdoam um erro ao contrário de o aceitar com relutância enquanto procuram em quem colocar a culpa, ver-se-ão a si próprios a sentir-se mais em paz e menos propensos a julgar e culpar, pois amar e perdoar enche de satisfação e auto-aceitação que não perturba inclusivamente quando se cometem erros, pois sabem que podem perdoar-se imediatamente.

É assombrosamente libertador admitir a vós próprios que cometeram erros, porque nega-los ou justifica-los toma uma grande quantidade da vossa energia, deixando-vos sem forças, deprimidos e experimentando uma poderosa falta de auto-estima. Ficam também com um grande medo de que esses erros sejam descobertos – provavelmente isso sucedeu frequentemente durante a vossa infância – e sentir-se-ão envergonhados. Qualquer tentativa de fazer que alguém passe vergonha, ainda que no momento seja satisfatória, voltará para perseguir-vos quando vós também vos sintais envergonhados ou através da culpa quando se dêem conta, de quão pouco amorosa é essa atitude.

Se alguém erra e realmente lhes importa, então gentil e caladamente chamem-lhe a atenção e se é possível ofereçam-lhe ajuda para corrigi-lo. Essa é uma atitude amorosa que pode converter inimigos em amigos e vos trará a consciência do vosso próprio bem e de uma natureza amorosa muito bem ganha. A consciência da vossa bondade natural provê-vos de uma energia fresca e da motivação para continuar trabalhando desde o vosso centro divino onde reside a bondade.

Cada um de vós tem o poder para mudar o mundo, mudando-se a si próprios e muitos estão a fazê-lo diariamente com a intenção de ser sempre amorosos. Às vezes falham mas rapidamente dão-se conta e renovam a sua intenção, perdoando-se por qualquer falta momentânea.

As lições principais que se vos apresentam ao longo da vida na Terra, são que se cometem erros e devemos perdoá-los. Se escolhem não perdoar serão devorados pelo ressentimento e a amargura e então parecer-vos-á que sois tratados injustamente e tenderão a vingar-se nos outros o que intensificará esses sentimentos.

O Amor sempre perdoa os erros. De facto, nem os toma em conta, porque são irreais, apenas parte da ilusão. Só o Amor é Real. E deveriam regozijar-vos nessa Verdade divina. Só o Amor é Real, cada um de vós é Amor – presentemente encarnado na Terra como humanos – e o Amor é infinitamente auto amoroso. É Deus, a Fonte, amando eternamente a sua Criação que é ela própria e cada um de vós sem excepção.

Com muitíssimo amor, Saúl.


Tradutora: Lúcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mensagem do Criador

O CRIADOR ENVIA UM ANÚNCIO


DEUS MÃE/PAI
Canal: Kathryn E May, PsyD 02 de Agosto de 2013

http://disclosure-2012.com/page/482254554

O Criador Original Fala:

Meus Queridos, não falo muitas vezes directamente convosco, mas é uma época tão extraordinária que estou a aproveitar esta oportunidade para falar-vos mais sobre o vosso mundo, e como é importante que se concentrem completamente, agora, em erguer as vossas vibrações, especialmente aqueles que estiveram tão ocupados a trabalhar, a ganhar dinheiro para pagar as contas e cuidar da família.

Esse tempo terminou. Não haverá mais contas para pagar, mais problemas sobre como ireis alimentar as vossas famílias, educá-las ou sobreviver durante a vossa reforma. A vossa reforma será gloriosa, muito para além dos vossos sonhos mais ousados, não irá custar-vos nada e começa agora, seja qual for a vossa idade cronológica na Terra. Não será uma reforma/retirada da Vida, nem será a morte. Estais agora no limiar de uma viagem magnífica em direcção às estrelas.

Os vossos Irmãos e Irmãs estão precisamente à vossa espera. Olhem para o céu numa noite clara. Enviem-lhes saudações e eles irão fazer cintilar as luzes coloridas das suas naves para mostrar a sua felicidade, para vocês os verem, e em breve estarão aqui convosco, a caminhar entre vós, a abraçar-vos, a cantar hinos de celebrações convosco. Agora há milhares deles ao longo das linhas da rede que traz a energia do Cosmos, para erguer-vos e ensinar-vos o Amor e a Luz Sem Fim.

READ MORE

ascension

TGAL/ASHTR

CONTACT







TERRA GALACTICA – Episode 1.



PARA VER AS LEGENDAS EM PORTUGUÊS, CLICAR NO QUADRADO DO

LADO DIREITO DA BARRA INFERIOR DO VIDEO E ESCOLHER ESTA LÍNGUA.


OFOTS



RICHARD DOLAN



CLICK O PRIMEIRO BOTÃO DA DIREITA(CAPTIONS)
PARA OBTER LEGENDAS EM VARIAS LIÍNGUAS



TRANSCRIÇÃO DESTE VIDEO EM PORTUGUÊS AQUI


TURQUIA


NOTICIAS SOBRE A RESISTÊNCIA TURCA

No primeiro dia de Junho, depois de terem mandado lixar a troika, algumas dezenas de estudantes turcos a residir em Portugal juntaram-se na Avenida dos Aliados, no Porto, para apoiar os compatriotas. Dezenas de milhares de turcos têm protestado, ao longo da última semana, em Ancara e Istambul, contra o Governo de Recep Taiyyip Erdogan. Em causa está não só a decisão de construção um centro comercial no parque Gezi, mas também (ou sobretudo) um enorme descontentamento com a política de Erdogan, marcada pelo conservadorismo e pelo entusiasmo por grandes obras públicas consideradas fracturantes. O P3 quis ouvir jovens que conhecem a realidade turca e perceber qual é a perspectiva que têm sobre o conflito. Ideologias à parte, no final, a mensagem foi só uma: o povo está unido contra a violência e pela democracia.

http://insanlikolmedi.tumblr.com/

http://occupygezipics.tumblr.com/

http://www.trcanlitv.net/2013/05/halk-tv-izle.html